Ekin Fil
Ghosts Inside
LP HMS 042


O Dominio Dos Deuses

September 2017

A tristeza e a melancolia são o principal combustível de Ghosts Inside, o disco novo de Ekin Fil, já o sexto em apenas quatro anos.

O ponto de partida sonoro, e a sua maior referência, é a música gótica etérea dos anos '80, dos Cocteau Twins, This Mortal Coil ou Cranes, mas também a muralha sonora a esconder melodias que marca o shoegaze. Não há, no entanto, uma colagem a essas sonoridades. Há, isso sim, uma recuperação desse ambiente enevoado, inebriado por uma espécie de transcendência, que desfoca melodias e vozes e permite apenas concretizar sombras, repetidas em ecos e reverberações densas, ampliadas por instrumentação electrónica e processamento digital.

É, pois, um ambiente introspectivo, em contraste com a agitação tempestuosa da sua Istambul, que Ekil Fil edifica em Ghost Inside, no qual a depressão narcótica adquire um carácter belo, mas silenciosamente tempestuoso, calando para o exterior o grito gerado num interior inquieto, em busca da pacificação perdida.